IMG_1691

E ai, gente? Tudo bem? Empolgados pra mais uma receita da série Copa do Mundo Gourmet? Hoje eu vou falar um pouco sobre a Bélgica – oficialmente Reino da Bélgica – e seu ABSOLUTAMENTE DELICIOSO, DE COMER CHORANDO, Carbonnade Flammande. Sério… Essa receita vai ganhar seu coração em uma garfada! (Quando eu pedi pro meu marido dar uma nota de 1 a 10, ele deu 11!)

A Bélgica é um país que fica na Europa Ocidental; entre a Holanda para o Norte, Alemanha e Luxemburgo para o leste, França para o sul e o Mar Norte para o oeste. São três as línguas oficiais: o holandês, o francês e o alemão. A capital é Bruxelas, que é oficialmente bilingue. Por causa das diferenças linguísticas e do desigual desenvolvimento econômico das regiões belgas, sempre houve muita tensão entre os flamengos e os francófonos. Basicamente ninguém se dá bem na Bélica e ninguém consegue concordar com nada… :-/ De fato, a Bélgica quebrou o recorde de maior período sem um governo eleito. O que houve foi que, depois das eleições de 2010, todos discordaram a ponto de governo nenhum poder ser formado. Essa brincadeira de ficar sem governo durou mais de um ano (589 dias pra ser exata!). As divisões políticas na Bélgica são tão profundas que muita gente espera que a Bélgica se dívida em 2 países.

belgium_flag_world_cup_2014_wallpaper
Mas chega da política bizarra da Bélgica! Vamos falar sobre o que esse país faz melhor, que para a nossa sorte, é comida! A Bélgica é famosa por sua cerveja, seu chocolate, seus waffles e suas batatas fritas com maionese. Vocês sabiam que, mesmo sendo as batatas fritas conhecidas no resto do mundo (ou pelo menos nos países que falam inglês) como “french fries” (batatas fritas francesas), elas supostamente foram inventadas na Bélgica? Há uma teoria de que soldados americanos, durante a 1a Guerra Mundial, erroneamente acreditaram que estavam comendo batatas fritas na França, quando estavam na Bélgica. As batatas fritas na Bélgica são, geralmente, vendidas em restaurantes ou estandes fast food, chamados friteries, fritkot ou frituur. Elas quase sempre vêm em um “cornet de frites”, um cone branco feito de cartolina, e são servidas com molhos (na maior parte das vezes maionese e/ou ketchup, mas eles têm uma variedade imensas de molhos). Tem até um prato chamado Mitraillette, também conhecido como L’Américain, que é um sanduíche de batatas fritas! Ave Maria!!! É basicamente uma baguette individual (pequena), com algum tipo de carne frita (linguiça, hambúrguer, filet, etc), batatas fritas e molho. Meu Deus, eu quero ir pra Bélgica! Vocês não querem ir pra Bélgica depois dessa?


Os belgas geralmente comem três refeições por dia: um café da manhã leve, um almoço médio ou leve e um jantar pesado. Meu irmão provavelmente não sobreviveria na Bélgica, com a sua dieta sem carboidratos depois das 6 da tarde! rs A Bélgica tem inúmeros pratos típicos, mas isso não é surpresa já que eles não chegam em um consenso em nada! rs Alguns pratos internacionalmente populares, como o espaguete a bolonhesa e o hambúrguer, também são populares na Bélgica! (Acho que são populares em qualquer lugar!). Como seria impossível eu citar todos os maravilhosos pratos belgas, vou ressaltar apenas alguns e vocês podem pesquisar os outros se quiserem! :-) Algumas das delícias típicas são: Moules-frites (mexilhões cozidos com cebola e salsão e servido com fritas), Boudin (um tipo de linguiça onde a carne é misturada com farinha de rosca fina, servida crua ou grelhada), Stoemp (um purê de batatas com vegetais, geralmente cenouras ou repolho) e, é claro, o nosso Carbonnade Flamande. Sobremesas típicas incluem: waffles (óbvio!), Speculoos (biscoitos de massa podres sabor canela) e Smoutebollen (bolinhas de massa doce fritas). Existem três principais tipos de waffles belgas: waffles Liege (o tipo mais comum), waffles Brussels (que são maiores, mais leves, retangulares e geralmente servidos com morangos ou sorvete) e galettes (mais macios, finos e tipicamente comidos com geléia no café da manhã).

Não podemos esquecer do chocolate belga, já que o país é bem famoso por seu chocolate. O chocolate em barra e a pralina foram inventados pela indústria de chocolate belga. Hoje em dia, eles produzem e importam 220,000 toneladas de chocolate por ano! Algumas das marcas que você vai reconhecer são: Godiva (Eu amooo Godiva! Tenho até um cartão de membros que me dá um chocolate grátis por mês!), Leonidas, Neuhaus e Côte D’Or. Um fato interessante é que o chocolate belga é regulado por lei desde 1884, e um nível mínimo de 34% de cacau puro tem que estar presente no chocolate, o que previne adulteração com gorduras de baixa qualidade provenientes de outras fontes. (Mais uma razão para amar Godiva!) O maior ponto de venda de chocolate é o Aeroporto Nacional de Bruxelas. (Comprando minha passagem para Bruxelas em 3…2…1..)

Até agora eu falei de todas as comidas populares na Bélgica, mas deixei a cerveja pro fim porque ela vai ser um ingrediente importante na nossa receita de hoje. A Bélgica produz mais de 1100 tipos de cerveja, o que é impressionante dado o tamanho pequeno do país. Na média, os belgas bebem 84 litros de cerveja por ano. (Acho que meu pai bebe por aí também! rs). A cerveja belga é um estudo em si só, que eu espero poder dominar no futuro. Nesse meio tempo, vamos focar na cerveja que é geralmente usada para Carbonnades, a Flemish Red. É uma cerveja levemente forte com uma cor marrom-avermelhada e um gosto agridoce peculiar. Apesar de muitas cervejas renderem deliciosos ensopados de carne, o caráter único do Carbonnade Flamande vem só de uma Flemish Red. A marca que eu usei foi a Monk’s Café, mas a mais famosa se chama Rodenbach. Não faço noção se é fácil achar cervejas belgas importadas aí no Brasil. Sei que vocês podem encomendar pela internet com facilidade, mas não sei de nenhuma loja física, por exemplo. (Pesquisei no Google e a Veja SP cita algumas opções: Casa da Cerveja, Cervejoteca, Empório Alto dos Pinheiros, Laus Beer e Mr. Beer Cervejas Especiais!)

IMG_1531

Então vamos finalmente ao Carbonnade Flamande. É um tradicional ensopado de carne agridoce, parecido com o Beef Bourguignon francês, mas cozido com cerveja ao invés de vinho tinto. É temperado com tomilho, louro e mostarda e geralmente servido com fritas ou pão e acompanhado de uma cerveja. É um prato ótimo para dias frios, mas que eu estou fazendo no escaldante verão americano, por causa do blog! rs (Viu como eu amo vocês?) Foi a minha opção preferida de todos os pratos belgas… E, também, eu não tenho uma máquina de fazer waffles! rs

Essa receita não é uma receita rápida/fácil, mas vale muito a pena, eu prometo! Ela não é terrivelmente difícil, mas você pode planejar gastar, pelo menos, umas 2.5 horas cozinhando! É um prato ótimo para impressionar seus amigos/família, principalmente com esse nome chique! ;-)

Vamos começar marinando a carne com o alho, o louro, um pouco e sal e a cerveja belga. Deixe marinar por umas 2 horas ou, melhor ainda, de um dia pro outro na geladeira.

IMG_1541

Remova a carne da marinada, reservando a marinada para mais tarde. Seque a carne com papel toalha. Numa panela de fundo pesado, aqueça 2 colheres de sopa de azeite em fogo alto, até estar bem quente. Doure a carne aos poucos. Reserve a carne já dourada em uma tigela ou prato.
IMG_1545

Na mesma panela, frite o bacon em fogo médio. Quando estiver dourado e crocante, retire da panela e reserve junto com a carne.
IMG_1568
Adicione as cebolas e uma pitada de sal e frite-as na gordura do bacon, até elas caramelizarem (uns 10 minutos), mexendo constantemente. Quando as cebolas caramelizarem, adicione a farinha e cozinhe por uns 2 minutos. A farinha vai ajudar a engrossar o molho que vai virar esse molho grossinho dos deuses que é característico desse prato.

IMG_1571

IMG_1576

IMG_1580

Adicione o caldo de carne (aqui a gente compra caldo de carne líquido. Se nao tiver aí, dissolva o caldo de carne em água primeiro!), raspando o que estiver grudado no fundo da panela (esses “grudados” do fundo da panela agregam muito sabor ao seu Carbonnade!!!).

Adicione a marinada, a carne, o bacon, o tomilho e uma pitada de pimenta-do-reino. Aumente o fogo para médio/alto e espere ferver. Quando ferver, reduza o fogo para baixo, cubra parcialmente e cozinhe, mexendo de vez em quando, por 2 a 3 horas ou até que a carne esteja macia (quase se desfazendo) e o molho tenha engrossado.

Meia hora antes do fim do cozimento, adicione o açúcar mascavo, a salsinha e a mostarda.

IMG_1583

Ajuste o sal e pimenta a gosto, remova as ervas (tomilho e louro) e sirva com fritas! Se quiser, decore com um punhado de salsinha picada.

IMG_1615

IMG_1618
 

Carbonnade Flamande

Ensopado típico belga, feito com carne e cerveja.
0 from 0 votes

Ingredients  

  • 1.5 kg de miolo de acém cortado em cubos
  • 1 garrafa, 750ml de cerveja belga (Flemish Sour Ale)
  • 4 tiras de bacon, picadas
  • 3 cebolas médias, cortadas em fatias finas
  • 3 dentes de alho, picados
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 3 colheres de sopa de farinha
  • 1 1/2 xícaras de caldo de carne
  • 2 folhas de louro
  • 4 galhinhos de tomilho fresco
  • 1 colher de sopa de açúcar mascavo
  • 1 colher de sopa de mostarda em grãos
  • 1 xícara de salsinha picada, e mais para decorar
  • Sal e pimenta a gosto

Instructions 

  • Faça uma marinada com a cerveja, sal, alhos e folhas de louro. Marine a carne nessa mistura por pelo menos 2 horas ou, até melhor, de um dia pro outro na geladeira.
  • Retire a carne da marinada e reserve a marinada. Seque a carne com papel toalha.
  • Numa panela de cerâmica (ou ferro), aqueça o azeite em fogo médio/alto até estar bem quente. Frite a carne aos poucos, até dourar. Reserve.
  • Na mesma panela, frite o bacon até dourado e crocante. Reserve com a carne.
  • Adicione as fatias de cebola, uma pitada de sal, e frite na gordura do bacon até caramelizar (mais ou menos 10 minutos), mexendo sempre para não queimar.
  • Adicione a farinha e cozinhe por uns 2 minutos até que a farinha cozinhe e as cebolas fiquem totalmente cobertas de farinha.
  • Adicione o caldo de carne e raspe a gordura que estiver grudado no fundo. Adicione a marinada, a carne, o bacon e o tomilho.
  • Cozinhe por 1.5 horas.
  • Adicione o açúcar mascavo, a mostarda, a pimenta-do-reino e a salsinha. Cozinhe por mais 30 minutos.
  • Decore com salsinha e sirva com fritas.